Características Gerais

Padrão FCI n. 2
Grupo n. 7, Cães de Aponte
Tamanho 61 a 68 cm
Peso 25 a 36 kg
Pelagem longa
Agressividade moderada
Aptidão caça
Atividade
Espontânea
alta
Área para criação média a grande
País de Origem Grã Bretanha

 

Clique para ver

 
English Setter

É uma das raças européias mais antigas, pois a 400 anos se conhece este cão como passarinheiro, e no seu desenvolvimento foi dada importância especial à capacidade de encontrar e apontar a caça em campos abertos.
Existem evidências de que os antigos Setters são descendentes de cruzamentos entre Pointer Espanhol, Water Spaniel e Springer Spaniel, mas mesmo entre autoridades no assunto não há um total acordo quanto as origens da raça.
Por volta de 1825 Mr. Edward Laverack adquiriu dois cães (Ponto e Old Moll) e aparentemente por mais de 30 anos o antigo proprietário, Rev. Harrison, havia mantido a pureza dessa criação.
Mr. Laverack, usando um marcante imbreeding, produziu os cães Prince, Countess, Nellie e Fairy, representantes excepcionais da raça.
A primeira aparição em exposições data de 1859 na Inglaterra e a partir daí a popularidade da raça só cresceu.

Sua alta disposição o torna um companheiro ideal para quem mora no campo ou em lugares com muito espaço.

Sua pelagem é longa e lisa, e/ou com ligeira ondulação, sendo mais fina nos membros.

As cores podem ser podem ser preto e branco (azul belton); laranja e branco (laranja belton); fígado e branco (fígado belton); ou ainda tricolor em preto, branco e tan (dourado).

É desejável que as manchas não sejam muito grandes e definidas, mas sim salpicadas e mescladas, sendo estes exemplares chamados Belton.

Sua aparência geral aristocrática, inteligente e equilibrada, aliadas a sua meiguice e grande beleza o tornaram um cão muito apreciado não só pelos amantes de cães esportivos, como também pelos apreciadores do belo.

 


Voltar

 


Clique aqui.


Para retornar na sua pesquisa, clique no botão do seu Browser!