Que beleza !!
Você acabou de comprar aquele filhotinho lindo, peludinho, alegre, chegou em casa, a criançada ficou maluca, etc...etc... Mas, e agora ?

Leve seu cãozinho a um veterinário.
Mesmo tendo comprado seu filhote de um grande e respeitável canil, leve-o a um veterinário de confiança (se não tiver nenhum pergunte a um amigo, peça indicações). Ele poderá confirmar as vacinas, dar "uma geral" no bichinho e orientá-lo sobre dosagem de vermífugos, etc.
NUNCA de comida humana a seu cãozinho.
A nossa comida é temperada demais e desbalanceada para o uso animal. Só use ração (existem excelentes marcas) pois os cachorrinhos tem necessidades próprias e elas são produzidas e balanceadas para o tamanho e idade dos bichinhos. Além disso o uso contínuo diminui o volume das fezes e evita diarréias.
De a ração seca, sem mistura com água ou leite, pois seu uso ajuda a evitar o tártaro. E se isso tudo não bastar a ração industrializada é mais prática (pra viajar é uma beleza), fácil de estocar, dura muito e é bem econômica.
Cachorro não é gente.
Por mais que seu bichinho tenha reações quase humanas ele é um animal, e deve ser tratado como tal. Com carinho, dedicação, amor, mas também com limites. Nada de dormir na cama ou no seu quarto. No carro deve ficar no chão, preferencialmente do banco traseiro ou no porta malas de peruas.
Eduque seu cãozinho.
Acostume-o desde pequeno a fazer as necessidades sempre no mesmo local. Da mesma forma vá dando ordens básicas como senta, deita, quieto, etc.
O cão adora ser ensinado e deve ser premiado por seus acertos
com palavras e afagos.
Quando errar um comando não deve ser castigado, mas quando fizer xixi no lugar errado ou roer o pé da mesa deve ser repreendido com um NÃO bastante firme e em alguns casos com uma batidinha com um jornal dobrado.
Mas não espanque o cão !!
Geralmente não é necessário bater e lembre-se que a memória dele é mais curta que a nossa. Ser castigado por algo que fez a horas para o cão é incompreensível. Ele se tornará arredio e inseguro.
Cuidado com as ruas e praças.
Nos primeiros meses, até completar a vacinação, evite sair com seu amigo para a rua ou locais públicos. Existem várias doenças que podem ser adquiridas apenas por passar onde
um cão doente urinou.
Não esqueça da coleira, guia e mordaça.
Quando em locais públicos, o uso da coleira e guia é uma segurança para você e para outras pessoas, além de ser lei.
Uma mordaça também é recomendável para cães maiores ou raças mais agressivas.
Rua não é banheiro..
Saia preparado para coletar os dejetos de seu animal. É civilizado, higiênico e é a lei.

 
Com estas dicas básicas você e seu novo amigo terão
anos e anos de convívio alegre e tranqüilo.